A- A A+
  • Centro Municipal de Educação Infantil Recanto dos Baixinhos

  • Centro Municipal de Educação Infantil Precioso Tesouro

  • Centro Municipal de Educação Infantil Mãezinha do Céu

  • Centro Municipal de Educação Infantil Profª. Barbara Machado de Oliveira

  • Centro Municipal de Educação Infantil Profª. Aracy Salinet Vieira

  • Centro Municipal de Educação Infantil Maria Cristina Alves Pereira Wosny

  • Centro Municipal de Educação Infantil Profª. Idalina Soares Sobreira

  • Centro Municipal de Educação Infantil Carinho Materno

  • Centro Municipal de Educação Infantil Cantinho Feliz

  • Centro Municipal de Educação Infantil Menino Deus

  • Centro Municipal de Educação Infantil Alberto Spiaci

  • Escola Municipal Sebastião Luiz de Oliveira

  • Escola Municipal M. H. Alencar C. Branco

  • Escola Municipal Rotary Club

  • Escola Municipal Carlos Augusto Guimarães

  • Escola Municipal Vera Lúcia Pansardi Casagrande

  • Escola Municipal Maria Inês Rodrigues de Mello

  • Escola Municipal Ivanildes Gonçalves Nalim

  • Escola Municipal Helena Hatsue Kakitani

  • Escola Municipal Galdina Ferreira Gonçalves

  • Escola Municipal Almerinda Felizetti Nascimento

  • Escola Municipal Alice Roma Bott Schmitt

  • Escola Municipal Aldivina Moreira de Paula

  • Escola Municipal Mário de Menezes

Educação

Notícia - 23/10/2017 10:42

Escola de Ibiporã é uma das ganhadoras de concurso do IAP

“Redescobrindo práticas sustentáveis” teve como objetivo estimular escolas municipais e empresas a realizar projetos que envolvessem a sustentabilidade. Escola Mun. Almerinda F. do Nascimento foi uma das premiadas

Núcleo de Comunicação Social/PMI

Alunos reaproveitaram latas de tinta para confecção de diversos objetos

 

O Instituto Ambiental do Paraná (IAP) divulgou na quarta-feira (18), no Parque Estadual Mata dos Godoy, em Londrina, os vencedores do concurso "Redescobrindo práticas sustentáveis", do projeto "Mão na Lata".  A Escola Municipal Almerinda Felizetti do Nascimento, de Ibiporã, foi uma das ganhadoras do concurso.

 

Promovido pelo Escritório Regional do órgão em Londrina, o concurso foi lançado durante a semana do meio ambiente, em junho, e teve como objetivo estimular empresas e escolas municipais a mostrarem as práticas sustentáveis no dia a dia.

 

Os projetos deveriam atender os seguintes critérios: conteúdo, criatividade, fontes de pesquisa e fidelidade à ótica da sustentabilidade. Eles foram avaliados por docentes da Universidade Estadual de Londrina (UEL) e por um jornalista convidado.

 

Os alunos da Escola Almerinda reaproveitaram latas de tinta para a confecção de objetos de decoração, como vasos de flores e abajures, e até mesmo para a criação de sofás, por meio da logística reversa - restituição de resíduos sólidos ao setor empresarial para reaproveitamento - realizada em parceria com a empresa Recithinner Solventes e Tinta. Com isso, a escola ganhou,  juntamente com a Escola Municipal Professora Maria Irene Vicentini Theodoro, de Londrina, o prêmio de melhor atividade educacional de sustentabilidade do concurso. Já na modalidade empresarial, três empresas foram premiadas pelos seus projetos - Viapar, Cafés Cacique e Cooperativa Integrada.

 

Estiveram presentes na premiação o presidente do IAP, Luiz Tarcísio Mossato Pinto, a coordenadora do projeto, Leilliana Casagrande, a secretária Municipal de Educação de Ibiporã, Margareth Coloniezi, a assessora de projetos de meio ambiente da Secretaria de Educação, Isabel Maia, direção e professores da Escola Almerinda, o secretário de Agricultura e Meio Ambiente, João Odair Pelisson, além de empresas e entidades privadas na formação da educação ambiental da população.

 

"Envolver a comunidade em trabalhos de educação ambiental garante o desenvolvimento com equilíbrio e respeito ao meio ambiente. Todos os projetos premiados contribuíram e vão continuar contribuindo para a formação de cidadãos mais conscientes e para a produção mais eficiente, com economia de recursos naturais", comentou o presidente do IAP.

 

A secretária de Educação agradeceu a participação dos alunos, professores, direção, a empresa Recithinner Solventes e Tinta, e toda a comunidade escolar em mais um importante projeto de educação ambiental, cujo objetivo foi estimular a proteção, recuperação e conservação do meio ambiente e da qualidade de vida.

 

Ao todo, participaram da competição dez empresas e oito escolas de ensino fundamental da região Norte do estado do Paraná.