A- A A+

Unidades de Saúde buscam certificação de qualidade

06/02/2018 16:05

Selo Bronze é um reconhecimento do governo estadual ao trabalho de excelência desenvolvido pelas equipes de saúde. Três UBS já conquistaram o título em Ibiporã

Caroline Vicentini - NCS/PMI e Divulgação/Sec. Saúde

Visita da representante da 17ª a UBS do John Kennedy

 

Em busca de um padrão de excelência na prestação da Atenção Primária, todas as Unidades Básicas de Saúde (UBS) de Ibiporã participam do projeto de Tutoria da Secretaria de Estado da Saúde (SESA), cujo objetivo é aprimorar a gestão da qualidade dos serviços prestados através de mudanças no modelo de gerenciamento de riscos, processos e resultados.

 

Desde 2014, as equipes de servidores das UBS vêm recebendo a orientação e acompanhamento de profissionais da 17ª Regional de Saúde. Inicialmente, as equipes participaram de oficinas temáticas sobre diretrizes importantes da política pública de saúde. Em uma segunda etapa, foram realizadas tutorias que aplicaram na prática os conceitos e diretrizes abordados anteriormente nas oficinas. "A prioridade é garantir a qualidade e a segurança do profissional e da assistência ao paciente. Por isso, orientamos as equipes municipais a adotarem protocolos e ações específicas neste sentido", explica a técnica das Redes de Atenção da Saúde, Néria Egger.

 

A forma de reconhecer a excelência do trabalho desenvolvido pela equipe de saúde, bem como a qualidade do atendimento prestado à população, é por meio da conquista do Selo Bronze de Qualidade da Atenção Primária. No Selo Bronze, 105 itens são avaliados. Entre os requisitos estão desde itens básicos da estrutura física, como a identificação dos espaços dentro das unidades, os processos de trabalho, até o atendimento recebido pela população.

 

Em 2016, três UBS receberam o Selo Bronze - o Centro de Saúde Dr. Eugênio Dal Molin (Posto Central), a UBS Dr. Antônio Carlos Gomes (Serraia) e a UBS Orlando Pelisson (Jardim Bom Pastor). Em breve, será iniciado o processo para conquistar o Selo Prata de qualidade, que mede a qualificação e comprometimento dos profissionais. Já o Selo Ouro avalia os resultados do trabalho para garantir a efetividade das ações desenvolvidas pelas equipes para a sociedade.

 

Ano passado, as outras seis unidades de saúde aderiram ao processo em busca da certificação. "As UBS modificaram uma série de procedimentos e fluxos de trabalho e estabeleceram um plano de ação de padronização dos processos, a fim de garantir qualidade e resolutibilidade no atendimento à população", explicam o coordenador da Atenção Primária, Rafael de Paula Souza, e a coordenadora da Divisão de Programas de Saúde da Secretaria Municipal de Saúde, Tissiane Soares Seixas de Matos. Segundo os servidores, dentre as ações implementadas está o atendimento diferenciado a idosos, diabéticos, hipertensos, crianças e gestantes, por meio da busca ativa, estratificação de risco e uma agenda de acompanhamento destes pacientes.

 

Os profissionais da Secretaria Municipal de Saúde ressaltam que apesar das dificuldades iniciais, as mudanças nos processos de trabalho já resultaram na melhoria do atendimento, com equipes mais integradas e comprometidas.

 

Néria Egger, que está avaliando as UBS de Ibiporã para obtenção do Selo Bronze, elogiou o trabalho que vem sendo desenvolvido pelas equipes. "Dos 21 municípios que compõem a 17ª, apenas Ibiporã e Rolândia tiveram a ousadia de fazer a adesão de todas as UBS ao projeto. Ibiporã está de parabéns! A Rede de Atenção Básica possui boa estrutura física, recursos humanos excelentes e está padronizando os processos de trabalho. Isso só é possível com o apoio da administração municipal, das coordenações e a dedicação e carinho de cada profissional", comentou a técnica.

 

Segundo a secretária de Saúde, Andrea Stroka, a principal importância do Selo Bronze é ter o desafio de oferecer qualidade na atenção básica por meio do cumprimento e manutenção dos itens avaliados. "Buscar o Selo Prata estimulará ainda mais os profissionais, no sentido de oferecer um atendimento digno e resolutivo à população", concluiu Andrea.

 

 

 

de Caroline Vicentini - Núcleo de Comunicação Social/PMI

Galeria de imagens