-

Sol com muitas nuvens durante o dia e períodos de céu nublado. Noite com muitas nuvens.

31/01/2020 12:15

Guarda Municipal poderá ser implantada em breve em Ibiporã

O prefeito de Ibiporã juntamente com o departamento jurídico municipal se reuniu com o prefeito de Londrina com o secretário da Defesa Civil de Londrina para tratar da implantação

Fotos Crédito: Divulgação/NCS/PMI

Fonte: Núcleo de Comunicação Social/PMI

Na manhã da última quinta-feira (30), o prefeito de Ibiporã, João Coloniezi, e o procurador Geral do Município, Jordan Rogatte, estiveram reunidos com prefeito de Londrina, Marcelo Belinati, e o tenente-coronel, Pedro Ramos, que é secretário da Defesa Civil de Londrina, para tratar da implantação da Guarda Municipal em IbiporãAtravés do Consórcio Intermunicipal de Segurança Pública e Cidadania de Londrina (Cismel), as duas cidades estão prestes a firmar parceria para que Ibiporã tenha mais este serviço em benefício da população. Os dois prefeitos concordam que, tanto Ibiporã, quanto Londrina, por serem muito próximas sofrem praticamente dos mesmos problemas. Por este motivo surgiu a ideia de unir forças. Belinati recebeu o Ofício de Coloniezi e já despachou favorável à parceria.

SEGURANÇA PÚBLICA.

Ibiporã já vem se preparando para este momento desde 2017. Após projetar, comprar e instalar mais 380 câmeras de segurança em todos os prédios públicos da cidade, além de 9 supercâmeras, a cidade agora conta com mais de 640 câmeras de segurança e monitoramento, que apoiam inclusive a Polícia Militar na solução de crimes. As imagens estão disponíveis full time para a PM que pode acessar a qualquer momento. Além disso, está em fase final a implantação de 30 km de fibra ótica ligando todos os prédios públicos próprios, beneficiando mais de 1000 servidores, com mais velocidade e segurança no tráfego de dados. A fibra ótica também contribui com a velocidade na transmissão das imagens.


PROJETO MULHARA

Ibiporã participa ativamente do Projeto Muralha, que visa o reconhecimento facial e de veículos vindos da tríplice fronteira Argentina, Paraguai e Brasil, considerando que a região serve de rota terrestre para tráfego de drogas e armamento, vindo a abastecer principalmente os Estados de São Paulo, Rio de Janeiro e Minas Gerais. O trabalho é realizado através de sistema de câmeras de identificação facial e de placas veiculares que transitam na Região Metropolitana de Londrina e igualmente veículos regionais com indicativos/procedente de atos investigativos ou de furto/roubo.


Também fazem parte do programa de combate à criminalidade os municípios de Alvorada do Sul, Apucarana, Arapongas, Bela Vista do Paraíso, Cafeara, Califórnia, Cambé, Cambira, Centenário do Sul, Florestópolis, Guaraci, Ibiporã, Jaguapitã, Jataizinho, Londrina, Lupionópolis, Marilândia do Sul, Mauá da Serra, Miraselva, Porecatu, Prado Ferreira, Primeiro de Maio, Rolândia, Sabáudia, Sertanópolis e Tamarana, que integram a Associação dos Municípios do Médio Paranapanema (Amepar) e/ou Cismel. Segundo o IBGE, juntos esses 26 municípios somam uma população de 1.234.819 habitantes.