-

Sol e aumento de nuvens de manhã. Pancadas de chuva à tarde e à noite.

13/03/2020 13:39

Ibiporã comemora Dia Internacional da Mulher com várias ações

Prefeitura promoveu e apoiou diversas atividades voltadas à prevenção e enfrentamento à violência, saúde e bem-estar das mulheres

Ação pelo Dia Internacional da Mulher na Praça Pio XII

Fotos Crédito: Divulgação/NCS/PMI

Fonte: Caroline Vicentini/NCS/PMI

O Dia Internacional da Mulher – 8 de março – foi celebrado em Ibiporã com ações visando à autonomia, valorização e capacitação para o mundo do trabalho, prevenção e enfrentamento à violência, saúde e bem-estar das mulheres.

 

Na sexta-feira (06), no Centro de Convivência do Idoso (CCI), o Centro de Referência Especializado de Assistência Social (CREAS) reuniu representantes dos serviços que integram a rede de atendimento à mulher em situação de violência doméstica (CRAS, CREAS, Conselho Tutelar, Secretaria Municipal da Saúde, Hospitais Cristo Rei e Santa Terezinha, Serviço de Convivência e Fortalecimento de Vínculos (SCFV), Apae e Polícias Civil e Militar para capacitá-los e sensibilizá-los sobre a importância da rede de enfrentamento à violência contra a mulher.

 

A palestra sobre o assunto foi ministrada pela gerente de proteção especial à mulher da Secretaria Municipal de Políticas para a Mulher da Prefeitura Municipal de Londrina, a assistente social Sueli Galhardi. A servidora relatou a  experiência do município vizinho na formação da Rede de Enfrentamento à Violência Doméstica, Familiar e Sexual, que funciona há nove anos. “A Secretaria Municipal da Mulher assumiu, como uma de suas prioridades, a tarefa de coordenar a articulação dessa Rede, integrando os serviços por meio da definição de fluxos e protocolos, com vistas à otimização dos recursos e serviços disponíveis, à agilização dos encaminhamentos e, consequentemente, a um atendimento mais qualificado e humanizado às vítimas”, explicou Sueli.

 

Durante a explanação, a assistente social também pontuou a diferença entre rede de atendimento e rede de enfrentamento à violência. “A violência contra a mulher é um problema social de grandes proporções no Brasil e no mundo. A rede de enfrentamento é mais ampla, porque contempla os quatro eixos do Plano Nacional de Políticas para as Mulheres: prevenção, combate, garantia dos direitos humanos e assistência”, pontuou a assistente social.

 

O evento também contou com a participação da assistente social Adriana Ramos e da psicóloga Jéssica Cabrera, da equipe psicossocial do Creas de Ibiporã. Além de apresentar dados relativos a atendimentos de casos de violência contra a mulher em 2019, as servidoras comentaram sobre as reuniões bimestrais com a rede  de serviços relacionados ao atendimento de mulheres em situação de violência doméstica, iniciadas em agosto do ano passado. “Os encontros tiveram o objetivo de fortalecer a rede de atendimento às mulheres. Não obstante terem ocorrido apenas três encontros, já houve avanços, como a maior compreensão da utilização da ficha do Sistema de Informação de Agravos de Notificação (SINAN); aproximação da rede; encaminhamento de medidas protetivas expedidas pela Vara Criminal ao Creas para realização de busca ativa; possibilidade de atendimento às mulheres pela Promotoria, além da delegacia, e início da construção de um fluxograma para o atendimento das mulheres”, ressaltaram as profissionais.

 

 

Casos atendidos pelo Creas


Em 2019, foram encaminhados ao Creas 43 casos de violência psicológica e 36 de violência física, sendo as tipologias de maior incidência. A faixa etária entre 18 e 29 anos foi a que mais teve encaminhamentos ano passado. A unidade tem registrado um aumento expressivo no número de casos direcionados – 26 em 2017; 52 em 2018 e 79 em 2019. Este ano, até fevereiro, o Creas atendeu 29 casos de violência contra a mulher. Segundo a equipe psicossocial do Creas, desde 2017, os encaminhamentos são realizados pelos serviços da rede municipal por meio da ficha do SINAN - Sistema de Informação de Agravo de Notificação e em setembro de 2019 o Poder Judiciário passou a encaminhar os casos das medidas protetivas concedidas, o que justifica o aumento dos encaminhamentos ao Creas.

 

O Creas de Ibiporã oferta atendimento e acompanhamento para mulheres em situação de violência doméstica e familiar. Para isso, possui uma equipe psicossocial que realiza os serviços de acolhida, atendimento individual, oficinas quinzenais, busca ativa por meio de contatos telefônicos e visitas domiciliares, atividades temáticas em meses comemorativos, articulação com a rede de serviços e encaminhamentos necessários. Nas oficinas são trabalhados temas como os tipos de violência doméstica, o ciclo da violência e leis de proteção as mulheres, objetivando o fortalecimento e autonomia para o possível rompimento dessas situações de violência.

 

Outras atividades

 

No domingo (08), a Prefeitura de Ibiporã participou do Encontro Mensal de Veículos Antigos e Customizados, promovido pelo Motor Clube de Ibiporã, na Praça Pio XII. Foram desenvolvidas atividades voltadas à capacitação profissional, saúde e bem estar da mulher. A Secretaria Municipal de Saúde realizou aferição da pressão arterial, orientações sobre a coleta do preventivo, mamografia e teste rápido para as Infecções Sexualmente Transmissíveis (ISTs). A equipe de Endemias também realizou um trabalho de prevenção à dengue. A Secretaria Municipal do Trabalho, em parceria com o Sistema de Cooperativas de Crédito (Sicoob), divulgou os cursos de capacitação profissional ofertados gratuitamente no Centro Tecnológico do Trabalhador de Ibiporã (CTTI), além dos cursos gratuitos online que ocorrem nesta semana no Expresso Instituto Sicoob. Nos cursos de Secretariado Executivo, Qualidade no Atendimento: Recepcionista e Telefonista e Atitude Empreendedora foram ofertadas vagas exclusivamente para o público feminino. As participantes ao evento também poderá participar de uma aula de zumba.