Inovando na gestão

 

Publicado em: 30/11/2022 16:58 | Fonte/Agência: Núcleo de Comunicação Social/PMI com informações do Tribunal de Contas do Estado do Paraná - TCE-PR

Ibiporã alcança primeiro lugar em transparência da administração pública no Paraná, sendo destaque em evolução do índice

Junto a outros dezesseis municípios dos 399, Ibiporã divide espaço no lugar mais alto do pódio com grandes cidades

Whatsapp

 

Ibiporã alcança primeiro lugar em transparência da administração pública no Paraná, sendo destaque em evolução do índice
Divulgação/PMI

Em matéria divulgada na noite desta terça-feira (29) pelo TCE-PR, foi destacado, pelo Tribunal, o avanço nas transparências da administração pública de vários municípios do Paraná, destacando àqueles que assumiram a dianteira com nota 100.

Entre eles, Ibiporã. Seu crescimento superior às demais cidades do estado, garantiu-lhe posicionar-se em primeiro lugar, de acordo com os dados analisados pelo índice.

Em 2020, o município encontrava-se em 369º; em 2021, evoluiu 341 posições ocupando a 28ª posição e agora, sobe ao mais alto do pódio estando em primeiro lugar, garantido por sua nota 100.

Sobre o fato, comentou o prefeito José Maria Ferreira:

“É de muita alegria pra toda equipe da administração municipal, é uma verdadeira conquista. Esta é a representação da dignidade da gestão pública de Ibiporã. A confiança do cidadão em uma administração, também está na clareza e na transparência das informações que ela transmite. É desta forma que temos caminhado, com seriedade, essa é a Ibiporã que queremos, justa para todos [...]”.

O Índice de Transparência da Administração Pública, ou ITP-TCE/PR, é um parâmetro instituído pelo Tribunal de Contas do Paraná para medir, em parceria com a sociedade, o grau de transparência dos portais eletrônicos dos entes públicos. O método foi desenvolvido no ano de 2018.

O objetivo principal da compilação do índice é que a administração pública, no Estado do Paraná, possa ser considerada referência nacional em matéria de transparência. Objetiva-se, também, que os portais sejam cada vez mais úteis para o cidadão e, consequentemente, mais acessados.

Além da transparência, o ITP-TCE/PR avalia pontos considerando a perspectiva do usuário, e não apenas do conhecedor da máquina pública. Pressupõe-se que o cidadão tenha interesse por informações que afetem o seu cotidiano, tais como o número de vagas e a fila de espera nas creches, a disponibilidade de medicamentos nos postos de saúde, as deliberações dos conselhos etc.